pentecoste 2022

Roma, 5 de junho de 2022
Solenidade de Pentecostes

Caríssimas irmãs,
a Solenidade de Pentecostes é uma das festas mais queridas para nós porque nela celebramos o início da missão da Igreja no mundo. Os apóstolos, trancados em seu medo, vêem as portas da Sala Superior abrir-se: as línguas enternecem, os corações se alargam para a dimensão do mundo. Jesus já o havia anunciado a eles: “Quando vier o Consolador, que eu vos enviarei do Pai, ele dará testemunho de mim. E vós, também, dareis testemunho de mim. (Jo
15,26). Eles realmente testemunharam porque não tiveram medo de pregar Jesus no templo, ao povo, na prisão e nas perseguições.
Mas o testemunho apostólico que mais nos atrai, nos inspira e nos impele, é aquele que expressa explicitamente o caráter universal de sua missão. Cristo envia os apóstolos “para o mundo todo ” (Mc 16,15), para “todas as nações” (Mt 28,19; Lc 24,47), “até aos extremos confins da terra” (Atos 1,8) para viver e testemunhar o Evangelho da fraternidade universal, expressão com a qual gostamos de descrever nas Constituições o conteúdo do envio missionário (C 64).
Ao passar dos séculos, fileiras de mulheres e homens seguiram o exemplo dos apóstolos, testemunhando com suas vidas a universalidade do Reino. As de nós que participaram da canonização de dez novos Santos na Praça São Pedro, há alguns domingos, respiraram essa universalidade no ar. Entre esses novos santos, dois em particular podem ser definidos: “Santos que unem todos”. Devasahayam, um alto funcionário real do Tamil Nadu, na Índia, que no século XVIII se converteu ao cristianismo pregando a igualdade sem distinção, e Charles de Foucauld, “… uma pessoa de fé profunda que, com base em sua intensa experiência de Deus, fez um caminho de transformação a ponto de se sentir como irmão de todos” (Fratelli tutti, 286).
Os novos santos nos mostram que a fraternidade universal não é um sonho, uma utopia, mas uma realidade ancorada no amor de Cristo; uma realidade que sentimos como tipicamente nossa: “A experiência de como o Senhor é bom conosco nos leva a nos doar sem reservas, a fim de tornar conhecidos a todos, com as nossas vidas, nossas palavras e caridade, o amor universal e gratuito do Pai” (C 9).
Seu exemplo, juntamente com o de nossas fundadoras, seja para todas nós um modelo de amor sem distinção e sem cálculos e, em particular, o seja para as irmãs que hoje recebem a destinação e partirão pela primeira vez.
Aqui estão os nomes das irmãs destinadas:

Ir. Valeria Ducatelli da província Itália à comunidade de Tunis
Ir. Aruna Paidi da província Vijayawada à província Camarões
Ir. Cecilia Dangmei da província Siliguri à província Papua Nova Guiné
Ir. Ramila Vadakhiya da delegação Delhi à delegação Guiné Bissau

Queridas irmãs que estão a partir, nossa família missionária vos apoia e vos acompanha em sua partida, expressão mais bela do dom de nós mesmas para a missão.
Que seus corações se abram desde agora para os povos a quem vocês são enviadas, para reconhecer o bem e a beleza que o Pai semeou em cada um deles, para estreitar laços de unidade, de projetos comuns, de esperanças compartilhadas.
Que Maria Imaculada, Rainha dos Apóstolos, nos faça apóstolas da bondade!
Boa Festa Missionária!

Ir. Antonella Tovaglieri
Coordenadora geral

0 Comentários

Envie uma Resposta

©2022 Missionárias Da Imacolada PIME - credits: Mediaera Srl

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?