confratelli
Padre Manna é o segundo à direita

“Ide por um chamado divino, ide onde a obediência vos destinou. Ide por amor de Jesus, pelos interesses de Jesus e Jesus estará sempre ao vosso lado, sempre no vosso coração.”

“Nós somos apóstolos! Nós somos apóstolos e fixamos nosso olhar, longe, nos divinos horizontes, trabalhamos generosamente, com afinco, só para as almas, só para a Igreja, só para o Céu!”

Paulo Manna nasceu em Avellino em 1872, entrou no Instituto para as Missões Estrangeiras em 1891. Foi ordenado sacerdote em Milão no dia 19 de maio de 1894.

Padre Paolo Manna recebe o mandato missionário para a Birmania

Padre Paolo Manna recebe o mandato missionário para a Birmania

Em 1895 partiu para a Birmânia onde trabalhou, por três períodos, durante uma década até que, em 1907, teve que retornar à sua pátria por causa de uma doença grave.

De 1909 em diante, por mais de quarenta anos, dedicou-se com todas as forças, através de escritos e obras, a difundir o ideal Missionário entre o clero e o povo. Em 1916, fundou a União Missionária do clero que em 1956 foi elevada pelo Papa Pio XII ao título de “Pontifícia”. Desde 1909 foi Diretor da revista missionária do PIME “Le Missioni Cattoliche”; fundou também “Propaganda Missionária” e “Itália Missionária” para a juventude. Escreveu obras que expressam a sua grande paixão evangélica e missionária, como “Operarii autem pauci”, “Esci dalla tua terra”, “I Fratelli separati e noi”, “Observações sobre o método moderno de evangelização” e “Virtudes Apostólicas”. Alma ardente e apaixonada pelo anúncio do Reino, acende em todos os lugares a chama do compromisso missionário.

“Uma Congregação missionária no sentido mais amplo e mais alto da palavra”

O encontro, primeiro com Madre Dones, sua colaboradora na difusão da imprensa missionária e, em seguida, com Giuseppina Rodolfi, o levam a apoiar, em modo particular com a reflexão, o conselho e a oração, a realização do projeto da nova fundação Missionárias da Imaculada, que propõe à assembleia geral do PIME em 1934.
De1924 a 1934 foi superior geral do PIME e a partir de 1934 primeiro superior regional do Sul da Itália em Ducenta. Ele morreu em Nápoles, no dia 5 de setembro de 1952.

No ano de 2001 o Papa João Paulo II o proclamou Bem-aventurado.
No dia 14/10/2006, foi declarado inspirador do Carisma da nossa Congregação, pelo IX Capítulo geral.

“Toda a Igreja para o mundo inteiro!”

©2019 Missionárias Da Imacolada PIME - credits: Mediaera Srl

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?