Naqueles anos não existiam ainda ambulâncias para o transporte dos doentes das aldeias longínquas. Então, os familiares tiveram que carregar a doente nas costas por quilômetros, até o pátio do hospital das irmãs, onde ir. Stefanina Crippa começa na hora a cuidar dela.

0 Comentários

Envie uma Resposta

©2020 Missionárias Da Imacolada PIME - credits: Mediaera Srl

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?