De 21 de Janeiro a 01 de Fevereiro de 2019, a União Internacional das Superioras Gerais, (UISG) realizou em Roma, o seminário intercultural com a duração de duas semanas. Estiveram presentes 46 congregações e cada congregação participou com quatro membros de diferente nacionalidades e idades. Pela nossa Congregação participamos eu (brasileira), ir. Marilena Boracchi (italiana), ir. Christina Murmu (bengalesa), Ir. Biji Philip (indiana).

Os conteúdos que foram abordados formam dentro da dinâmica da interculturalidade, tema pertinente nos dias atuais da Vida Consagrada.

No primeiro dia, houve a apresentação dos participantes expressa através dos símbolos de cada realidade e em seguida foram apresentadas as temáticas sob as quais se desenvolveria o seminário. No seminário foram usadas 4 línguas: Inglês, espanhol, francês e italiano. Os participantes eram provenientes de diversas partes do mundo, favorecendo a interculturalidade nos poucos dias que estivemos juntas.

Foram diversos os temas que aprofundamos ao longo destas duas semanas, destaco aqui alguns que foram pertinentes, como: A interculturalidade na vida religiosa hoje; Perfis sociais; liderança intercultural; marginalidade criativa e o ministério cristão; a personalidade, a cultura e a teologia da interculturalidade; o diálogo profético. Durante o seminário os participantes tiveram a oportunidade de vivenciar e partilhar diversas experiências nos grupos linguísticos.

Percebe-se que a vida religiosa nestes últimos anos tem buscado caminhos que favoreçam a vida intercultural dentro do seio das comunidades. A vida intercultural é uma grande riqueza que dá eficácia ao Evangelho que anunciamos, porém não deixa de ser um grande desafio para a vida consagrada. Hoje somos interpeladas a passar da internacionalidade para a interculturalidade.

O termo interculturalidade não pode ser confundido com a internacionalidade, pois a internacionalidade é uma palavra secular que significa pessoas de diferentes países, já a interculturalidade tem um sentido mais profundo: é uma palavra teológica que tem uma ligação intrínseca com a fé. A vida intercultural é uma oportunidade de autêntico discipulado vivida por pessoas culturalmente diferentes, numa mesma comunidade.

O team que ministrou os conteúdos durante o seminário era formado por religiosas e religiosas que já vivem a experiência da interculturalidade nas suas realidades e buscam trabalhar juntos, as dinâmicas da vida intercultural.

Todas nós nos sentimos interpeladas a conhecer e valorizar a diversidade que existe nas nossas congregações. O seminário nos deu pistas concretas para entrarmos no processo da interculturalidade começando pelas nossas comunidades.

Como ação concreta deste seminário, cada congregação elaborou um pequeno plano com propostas para a vida intercultural a ser avaliado periodicamente e partilhado com a UISG. O seminário encerrou no dia 01 de fevereiro, com a Celebração Eucarística bem intercultural, com cantos, danças e símbolos que expressavam as diferentes culturas presentes no seminário. Agradeço a Deus e à minha congregação por esta oportunidade de participar deste evento tão rico de conteúdo e experiências que com certeza será de grande ajuda para todas nós MdI .

Ir. Rosiene Gomes de Freitas, Província Brasil Norte

0 Comentários

Envie uma Resposta

©2020 Missionárias Da Imacolada PIME - credits: Mediaera Srl

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?